domingo, 7 de setembro de 2008

ORA AGORA FALAS TU, ORA AGORA FALO EU.

O QUE SE DISSE FOI QUE O Governo de Luanda não forneceu vistos de entrada para cobertura do acto eleitoral que teve lugar ontem, dia 5, naquele país, aos jornalistas de cinco órgãos de comunicação social portugueses: - SIC, O Expresso, O Publico, Rádio Renascença e Visão.
Entretanto, o primeiro-ministro, havia considerado, em Bruxelas, que a haver problemas com a emissão de vistos a jornalistas portugueses seriam apenas decorrentes de atraso. «Esperemos que seja apenas isso» referiu, acrescentando ser «muito exagerado fazer-se um julgamento que vai no sentido do bloqueio». O primeiro-ministro considerou ainda ser « muito importante para Angola que haja uma ampla cobertura jornalística do escrutínio de sexta-feira»…..


E O QUE EU PENSO É QUE Nada do que se possa dizer sobre isto vem acrescentar o que quer que seja aquilo que sabemos ser a prática dos regimes totalitários, ainda que tentem vestir uma roupagem democrática. Curioso, curioso, é que José Sócrates afirme ser tudo um exagero dos media, mas outra coisa não se podia esperar de quem, numa visita de 24 horas a Luanda, brindou o governo de José Eduardo dos Santos com este mimo. «Quero que o governo de Angola, saiba que […] temos confiança no governo angolano e no trabalho que tem desenvolvido». Está tudo dito!




O QUE SE DISSE FOI QUE A Candidata republicana à vice-presidência dos Estados Unidos, diz que a guerra do Iraque é missão de Deus (Tv. Net). Mais uma polémica em redor de Sarah Palin, a governadora do Alasca que John MacCaine escolheu para concorrer à vice-presidência. A governadora defendeu em Junho, num discurso, que a guerra do Iraque é uma missão de Deus. Palin defende ainda o regresso do ensino da teoria do criacionismo nas escolas, num polémico discurso a ainda governadora diz também que a construção de um gasoduto no Alasca é a VONTADE DE DEUS.


E O QUE EU PENSO QUE É por estas e por muitas outras coisas semelhantes que sou agnóstico. Se Sarah Palin se convenceu e pretende convencer-nos de que a guerra do Iraque é uma missão de Deus, então é porque acredita que George Bush é Deus. Só resta saber se não terá agora John MacCaine por Jesus Cristo e ela própria se convença que é Maria Madalena.
Ainda sobre esta “missão” esqueceu-se de referir as figuras, já agora bíblicas, de Blair, Aznar e Barroso, que estiveram com Ele nos Açores aquando da ultima “CENA” d.C. e que antecedeu a invasão do Iraque.
Sinceramente que esta religião não me convence!




O QUE SE DISSE FOI QUE Paulo Pedroso ganhou a acção cível que interpôs contra o Estado, tendo este sido condenado ao pagamento de uma indemnização por prisão ilegal, aplicada ao ex-ministro. Sócrates mostrou-se satisfeito com a decisão judicial a favor de Paulo Pedroso e lembra que «viveu intensamente este processo», tendo recusado qualificar o seu «estado de espírito».
Tendo o Ministério Publico recorrido da sentença, Pedroso diz que este utilizou «pequenos truques» e acrescenta «não estar surpreendido com a decisão do recurso».

O QUE EU PENSO É QUE A primeira conclusão que tiro é que 100.000 euros (e já não falo dos 600.000 pedidos) corresponde a (+ -) 20 anos do valor do ordenado mínimo presente. Não deve ser nada agradável estar preso mas que estar detido seis meses dava jeito a muitos portugueses para porem a vida em dia, disso não tenho duvidas e estou convencidos que voluntários não faltariam.
Mas este assunto vem na sequência do famigerado caso “Casa Pia”, que já fez correr muita tinta mas parece que ainda não a suficiente, para o esclarecimento total da verdade. E de Paulo Pedroso subsistirá sempre a duvida uma vez que não foi pronunciado.
Se eu acreditasse minimamente que o resultado final do julgamento do caso “Casa Pia”. Cujas alegações finais estão para breve, aproximando-o do fim, fosse a efectiva condenação dos arguidos. Se eu acreditar que Pedroso é “inocente” só porque ganhou, até ver, esta causa. Se eu acreditar nisto, será fácil acreditar em qualquer coisa. Mas há uma coisa em que realmente acredito e tenho-o afirmado desde o inicio deste triste e dramático caso; - quem tem levado com todo o odioso tem sido o Carlos Silvino, que deverá obviamente responder e pagar por todos os delitos cometidos e estamos cá para ver o que vai acontecer aos restantes, porque o que me preocupa substancialmente é que este caso não acabe com as vitimas serem presas, não tendo estes naturalmente condições para interpor acções para tentar receber indemnizações, nem que seja só de 1 euro, para salvar a sua honra.

NOTA:
….”Ora agora falas tu, ora agora falo eu” passará a ser uma rubrica de periodicidade regular e publicada a qualquer momento.

1 comentário:

Nica disse...

Quim,
"Ora agora falas tu, ora agora falo eu" - ótima idéia! Seus comentários levam o leitor a se posicionar de maneira crítica diante dos acontecimmentos, não deixando brecha para se ficar em cima do muro.
Parabéns!