sábado, 9 de agosto de 2008

O MUNDO EM MINIATURA

Se pudessemos reduzir a população da terra a uma pequena aldeia de exactamente 100 habitantes, mantendo as proporções existentes actualmente, seria algo assim:
Teriamos 57 asiáticos, 21 europeus; 4 pessoas do hemisfério oeste (tanto norte como sul) e 8 seriam africanos.
Cinquenta e dois seriam mulheres e 48, homens. 70 não seriam brancos e trinta seriam brancos; Teriamos 70 não cristãos e os restantes seriam; 89 heterossexuais e 11 homossexuais confessos.
Seis possuiriam 59% da riqueza de toda a aldeia e os 6 (sim, 6 em seis) seriam norte americanos. Das 100 pessoas, 80 viveriam em condições sub-humanas.
Setenta não saberia ler, 50 sofreriam de desnutrição e uma pessoa estaria prestes a morrer enquanto que um bébé estaria a ponto de nascer e uma (sim, só uma) teria educação universitária.
Nesta aldeia haveria só uma pessoa com computador. Ao analisar o mundo desta perspectiva tão reduzida, torna-se urgente a necessidade de aceitação, entendimento e educação.
Agora pense...se esta manhã você acordou com mais saúde que doenças, então tem mais sorte que os milhões de pessoas que não sobreviverão nesta semana.
Se nunca experimentou os perigos da guerra, a solidão de estar preso, a agonia de ser torturado ou a aflição da fome, então está melhor que 500 milhões de pessoas.
Se você pode ir à sua igreja sem ter medo de ser humilhado, preso, torturado ou morto....tem mais sorte que 3.000 milhões de pessoas no mundo.
Se você tem comida no frigorifico, roupa no armário, um tecto sobre a cabeça e um lugar onde dormir, então é mais rico do que 75% da população mundial.
Se guarda dinheiro no banco, na carteira e tem algumas moedas num pequeno cofre...já está entre os 8% mais ricos deste mundo.
Se ainda tem os pais vivos e unidos...você é uma pessoa rara!
Se leu esta mensagem já tem mais sorte dos que os 2.000 milhões de pessoas em todo o mundo que não sabem, sequer, ler.
É nosso dever, enquanto cidadãos do Mundo, dar a conhecer a todos quantos nos rodeiam esta realidade e, a cada dia, lutar para que no futuro não tenhamos de contemplar a infelicidade dos outros para nos sentirmos verdadeiramente felizes.

1 comentário:

Glória Figueira disse...

Olá Quim,

Conseguiste-me pôr a fazer contas a esta hora (também não fosse essa a minha função).... "O MUNDO EM MINIATURA" é um trabalho sério, importante e sobre o qual, todos nos deveriamos debruçar. Continua meu Amigo. Espero muito de ti.
Um Abraço e .... Força !!!!

Glória (Porto)